Polícia Militar prossegue com ações contra o crime organizado no Rio

Arquivado em:
Publicado Sexta, 13 de Outubro de 2023 às 11:59, por: CdB

Os militares cercam os principais acessos das comunidades. Estão sendo usados carros blindados de transporte da tropa e retroescavadeiras para retirar as barricadas para evitar a entrada das viaturas policiais.


Por Redação, com ABr - do Rio de Janeiro


A Polícia Militar (PM) realizou desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira, pelo quarto dia nesta semana, uma operação contra o tráfico de drogas nas comunidades da Vila dos Pinheiros e Salsa, que integram o Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A ação objetiva também a apreensão de armas pesadas em poder do crime organizado.




policiacrimerio.jpeg
A operação está a cargo do Batalhão de Operações Policiais Especiais

A operação está a cargo do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Os militares cercam os principais acessos das comunidades. Estão sendo usados carros blindados de transporte da tropa e retroescavadeiras para retirar as barricadas para evitar a entrada das viaturas policiais.


Outra equipe do Bope está na comunidade da Chacrinha, na Praça Seca, na Zona Oeste da cidade. Na chegada dos policiais, ocorreu o confronto e um suspeito acabou ferido. Ele foi encaminhado pelo Bope ao Hospital Estadual Carlos Chagas, no bairro de Marechal Hermes. Um fuzil automático 5.56, foi apreendido.



Apreensões


Desde o início do ano, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro já apreendeu 4.702 armas entre eles, 397 fuzis, consideradas armas de guerra.



Lista de líderes de facções que vão para presídios federais


O governador Cláudio Castro, do Estado do Rio de Janeiro, se reuniu, na quarta-feira, com o procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, para alinhar o processo de pedido de transferência de líderes das facções criminosas do Rio para presídios federais.


O encontro foi na sede do Ministério Público. Castro disse que “o trabalho será feito em conjunto com as forças estaduais de segurança e os promotores de justiça. É preciso ter critérios claros e detalhados para que a transferência seja feita de forma correta e benéfica para o Estado”.


O balanço da Operação Maré também foi abordado na reunião, além da parceria estratégica do governo local com o Ministério Público estadual.



Prejuízo de R$ 20 milhões


– Quero parabenizar os nossos agentes de segurança pública. Em apenas três etapas da Operação Maré, já demos um prejuízo de mais de R$ 20 milhões às facções criminosas e vamos continuar asfixiando essas máfias. Continuaremos com o trabalho focado em tecnologia, aliado à inteligência e estratégia. Estamos no caminho certo – avaliou Castro.


O procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, falou da importância da parceria dos órgãos estaduais e federais no combate à criminalidade. “A segurança pública é prioridade para o Ministério Público. Já atuamos de forma efetiva com investigação criminal, execução penal, ocupação irregular do solo e sistema financeiro, entre outras funções pertinentes ao Ministério Público. Com relação à transferência de presos, estamos trabalhando em conjunto com as forças de segurança estaduais e a lista será elaborada com responsabilidade e estratégia”, finalizou.




Edições digital e impressa

 

Utilizamos cookies e outras tecnologias. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.

Concordo