Suspeitos que aplicavam golpe do crédito consignado são presos no Rio

Arquivado em:
Publicado Quinta, 18 de Janeiro de 2024 às 14:26, por: CdB

De acordo com os agentes, os acusados foram encontrados em plena atividade, se passando por correspondentes financeiros e oferecendo as transações fraudulentas. Uma das vítimas chegou a sofrer um prejuízo de cerca de R$ 170 mil.


Por Redação, com ACS - de Rio de Janeiro


Policiais civis da Delegacia Especial de Atendimento à Pessoa da Terceira Idade (Deapti) prenderam, na quarta-feira, seis pessoas envolvidas no golpe do empréstimo consignado. As prisões ocorreram em um "call center" clandestino, no Centro do Rio.




acao.jpeg
As prisões ocorreram em um "call center" clandestino, no Centro do Rio

De acordo com os agentes, os acusados foram encontrados em plena atividade, se passando por correspondentes financeiros e oferecendo as transações fraudulentas. Uma das vítimas chegou a sofrer um prejuízo de cerca de R$ 170 mil.


Ao todo, sete pessoas foram conduzidas à delegacia, sendo seis presas em flagrante por associação criminosa. Os agentes apreenderam computadores e documentos, que serão utilizados para o desdobramento das investigações.



Receptação de cabos de fibra ótica


Policiais civis da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) prenderam em flagrante, na quarta-feira, um homem pelo crime de receptação. Ele foi capturado na localidade de Praia da Esperança, no município de Magé, na Baixada Fluminense.


Segundo os agentes, no local funcionava uma operadora de internet. Os agentes foram recebidos pelo autor, que se identificou como responsável pelo estabelecimento.


Durante a inspeção, os policiais encontraram cabos de fibra ótica furtados com logotipo de uma concessionária de serviço público.



Estelionatários


Policiais civis da 13ª DP (Ipanema) prenderam, na segunda-feira, um integrante de uma organização criminosa de estelionatários que utilizava chips de cartões de crédito e débito desviados de clientes de um grande banco.


O homem foi capturado em um shopping da Zona Norte do Rio de Janeiro, após tentar comprar 10 telefones celulares em uma loja de eletrônicos com cartões de crédito adulterados.


Segundo os agentes, foram encontrados aproximadamente R$ 5 mil no veículo do autor e 137 cartões de crédito e débito.


De acordo com as investigações, o criminoso causou um prejuízo estimado em R$ 7 milhões, nos últimos quatro meses. Cerca de 100 clientes foram vítimas do estelionatário.




Edição digital

 

Utilizamos cookies e outras tecnologias. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.

Concordo