Polícia investiga servidor da ANP por vazamento de informações

Arquivado em:
Publicado Quinta, 22 de Fevereiro de 2024 às 11:33, por: CdB

Segundo a Polícia Federal (PF), o alvo da Operação Criminalis Vigilantia é um servidor da ANP que estaria usando informações sigilosas da agência para obter vantagens indevidas.


Por Redação, com ABr - do Rio de Janeiro


Policiais federais cumpriram, nesta quinta-feira, dois mandados de busca e apreensão em uma investigação sobre tráfico de influência por um servidor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os mandados foram expedidos pela 10ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.




policiafederalrio.jpg
Operação Criminalis Vigilantia ocorre no Rio de Janeiro e em Niterói

Segundo a Polícia Federal (PF), o alvo da Operação Criminalis Vigilantia é um servidor da ANP que estaria usando informações sigilosas da agência para obter vantagens indevidas.


Ainda de acordo com a PF, o servidor contava com o apoio de outras pessoas, que não tinham vínculo com a ANP, para solicitar propinas de empresas reguladas pela agência, munidos dessas informações.



Rio e Niterói


O alvo da operação foi afastado de suas funções até a conclusão das investigações, por determinação da Justiça. Os mandados estão sendo cumpridos nos municípios do Rio e Niterói, no Grande Rio.


Por meio de sua assessoria de imprensa, a agência informou que “emprega total empenho na colaboração com as investigações. A ANP reafirma que não admite desvios de conduta e tomará as medidas cabíveis ao final da investigação”. 




Edição digital

 

Utilizamos cookies e outras tecnologias. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.

Concordo