Hackers chineses invadem sistemas de infraestrutura nos EUA

Arquivado em:
Publicado Sexta, 09 de Fevereiro de 2024 às 12:59, por: CdB

O ataque dos hackers gerou uma série de reuniões entre a Casa Branca e a indústria tecnológica privada, incluindo diversas empresas de telecomunicações e de computação em nuvem, nas quais o governo dos EUA pediu assistência para rastrear a atividade.


Por Redação, com Byte - de Washington


Um grupo de hackers chineses, conhecido como Volt Typhoon, invadiu silenciosamente as redes de infraestrutura dos Estados Unidos, como sistemas de aviões, trens e água. Segundo comunicado divulgado por agências de inteligência americanas e aliadas, os hackers teriam invadidos esses sistemas há pelo menos cinco anos.




ataquehackers.jpg
Grupo Volt Typhoon, voltado para a sabotagem, invadiu silenciosamente redes críticas de infraestrutura do país

A Agência de Segurança Nacional dos EUA, o órgão de vigilância cibernética dos EUA CISA, o FBI e a Administração de Segurança de Transportes disseram que o grupo se infiltrou nas redes de organizações de aviação, ferroviária, transporte de massa, rodovias, marítimas, oleodutos, água e esgoto.


Nenhuma das organizações foi identificada pelo nome, mas o comunicado afirma que as autoridades de inteligência dos EUA observaram os hackers “mantendo acesso e pontos de apoio em alguns ambientes de TI das vítimas durante pelo menos cinco anos”.



Volt Typhoon


O ataque dos hackers gerou uma série de reuniões entre a Casa Branca e a indústria tecnológica privada, incluindo diversas empresas de telecomunicações e de computação em nuvem, nas quais o governo dos EUA pediu assistência para rastrear a atividade.


O comunicado sobre o ataque, que foi assinado pelas respectivas agências de segurança cibernética da Grã-Bretanha, Austrália, Canadá e Nova Zelândia, é o mais recente de uma série de advertências de autoridades dos EUA sobre o Volt Typhoon.


O grupo gerou alarme especial porque parece ser voltado para a sabotagem em vez de espionagem.


“Estamos extraordinariamente preocupados com a atividade cibernética maliciosa do ator patrocinado pelo Estado da RPC que a indústria chama de Volt Typhoon”, disse à agência inglesa de notícias Reuters um alto funcionário da CISA, Eric Goldstein, referindo-se à República Popular da China, antes da divulgação da declaração.




Edição digital

 

Utilizamos cookies e outras tecnologias. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.

Concordo