EUA erguem barreira formidável contra suprimentos aos carros elétricos

Arquivado em:
Publicado Sábado, 02 de Dezembro de 2023 às 18:02, por: CdB

A medida torna-se uma barreira de proteção aos veículos elétricos fabricados naquele país, entre eles a Tesla, a GM e a Ford Motors.


Por Redação, com Sputnik – de Washington

O Tesouro dos EUA detalhou passos que eliminariam os carros elétricos feitos parcial ou totalmente na China, mas também na Coreia do Norte, Irã e na Rússia. Os Estados Unidos propuseram regras para promover a cadeia de suprimentos doméstica de veículos elétricos e controlar a influência da China e de outros países não aliados no setor em expansão, revela um recente comunicado do Departamento do Tesouro norte-americano vazado para a mídia internacional.

tesla-1.jpg
A decisão do Tesouro Nacional dos EUA favorece as grandes montadoras de carros elétricos, a exemplo da Tesla


"A Notificação de Proposta de Regulamentação (NRPM, na sigla em inglês) de hoje oferece clareza e certeza em relação às exigências da entidade estrangeira de interesse (FEOC, também na sigla em inglês) da Lei da Redução da Inflação de 2022 (IRA)", anunciou a instituição governamental dos EUA. A medida torna-se uma barreira de proteção aos veículos elétricos fabricados naquele país, entre eles a Tesla, a GM e a Ford Motors.

 

Subsídios


"Para reforçar a segurança das cadeias de suprimentos dos Estados Unidos, um veículo limpo elegível não poderá conter a partir de 2024 nenhum componente de bateria fabricado ou montado por uma FEOC e, a partir de 2025, um veículo limpo elegível não poderá conter nenhum mineral crítico extraído, processado ou reciclado por uma FEOC", esclarece a declaração.

De acordo com um aviso de registro federal, as "nações cobertas" pelo termo FEOC incluem a China, Coreia do Norte, Irã e Rússia. A elegibilidade refere-se aos subsídios integrais à fabricação aprovados em 2022 pelo Congresso dos EUA sob a IRA. As regras propostas também exigiriam que os fabricantes realizassem uma ampla verificação prévia para garantir a conformidade com as regras.

Edição digital

 

Utilizamos cookies e outras tecnologias. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.

Concordo