COI quer aumentar visibilidade dos eventos classificatórios para os Jogos

Arquivado em:
Publicado Quarta, 15 de Maio de 2024 às 13:01, por: CdB

O primeiro evento da série inaugural de qualificatórias olímpicas para Paris será em Xangai, de 16 a 19 de maio, seguido por Budapeste, de 20 a 23 de junho, com mais de 150 vagas para os Jogos em disputa no breaking, BMX freestyle, skate e escalada esportiva.


Por Redação, com Reuters e ANSA - de  Berlim-Roma


O Comitê Olímpico Internacional está aumentando a visibilidade dos eventos classificatórios para os Jogos Olímpicos, começando com Paris 2024, para agregar valor, disse a entidade na terça-feira, dois dias antes do início das qualificatórias de quatro esportes.




jogos.jpeg
Total de 150 vagas será distribuído em disputas na China e Hungria

O primeiro evento da série inaugural de qualificatórias olímpicas para Paris será em Xangai, de 16 a 19 de maio, seguido por Budapeste, de 20 a 23 de junho, com mais de 150 vagas para os Jogos em disputa no breaking, BMX freestyle, skate e escalada esportiva.


– Este é um projeto extremamente empolgante. Ele reúne uma série de iniciativas e inovações importantes... sempre com foco no esporte e nos atletas – disse Kit McConnell, diretor de esportes do COI, em uma coletiva de imprensa online.


O processo de qualificação para cada esporte é determinado e administrado por sua respectiva federação internacional, com mais de 3 mil eventos realizados em um período de dois anos antes de cada Jogos.



Jogos Olímpicos de Paris


O COI, no entanto, espera que, ao reunir quatro esportes e centenas de atletas para a série que também inclui eventos de arte, música e moda pouco antes do início dos Jogos Olímpicos de Paris, em 26 de julho, maximizará a visibilidade dos esportes, dos atletas e dos Jogos.


– Esses eventos em Xangai e Budapeste são o ponto culminante desse caminho de qualificação olímpica – disse McConnell. "Queremos celebrar esse caminho, agregar valor às federações internacionais, aos anfitriões, aos atletas e às equipes. Uma promoção mais forte desse caminho de qualificação."


Nos últimos anos, o COI tem trabalhado arduamente para manter as Olimpíadas relevantes para o público entre cada edição de Jogos, incluindo a criação de um canal olímpico com produções internas e cobertura das classificatórias dos Jogos e outros eventos esportivos.



Ativistas climáticos interrompem jogos do Masters 1000 de Roma


Os ativistas climáticos do grupo Ultima Generazione ("Última Geração", em português) interromperam nesta segunda-feira duas partidas do Masters 1000 de Roma.


Os manifestantes, que compraram ingressos como espectadores normais, invadiram a quadra de saibro no meio do jogo entre Madison Keys e Sorana Cirstea lançando confetes.


O mesmo aconteceu em uma partida de duplas masculinas entre Edouard Roger-Vasselin/Santiago González e Marcelo Arévalo e Mate Pavic.


Os invasores foram rapidamente bloqueados pelos seguranças e retirados do complexo esportivo, enquanto outros manifestantes tentaram se colar nas arquibancadas. Os torcedores, por sua vez, vaiaram a ação do grupo e até os chamaram de "tolos".


Os tenistas envolvidos nos confrontos interrompidos pelo protesto voltaram aos vestiários para retomar a concentração e para que a quadra fosse completamente limpa. As interrupções duraram mais de 45 minutos.


"Com o ato de segunda-feira, queremos lembrar a todos que no ano passado 62 mil pessoas morreram devido ao calor na Europa. Este é apenas um dos muitos efeitos da crise climática e ecológica. Uma mudança profunda no nosso sistema é essencial para proteger o nosso território e os seus cidadãos", informou o Ultima Generazione.



Edições digital e impressa

 

Utilizamos cookies e outras tecnologias. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.

Concordo